Revista Monet - Assine

Revista Monet

Um superguia diário da programação, acesso a conteúdos exclusivos e muito mais.

O QUE ESPERAR DA EDIÇÃO DE OUTUBRO DA MONET
 
Nos últimos oito meses desde que a pandemia pelo novo coronavírus virou o planeta de
cabeça para baixo, empresas mudaram suas dinâmicas, famílias adaptaram suas casas,
amigos aderiram ao happy hour virtual e a TV e o cinema parou. Pelo menos até agora. Muitos
programas estão retomando as gravações nos sets de filmagens seguindo protocolos super
rígidos para a segurança da equipe. E o talk show brasileiro 'Lady Night' é um deles. Com
capacete especial e pote de álcool em gel a postos, Tatá Werneck revelou com exclusividade -
e muita emoção - quais foram os desafios de retornar para o estúdio durante a pandemia para
gravar a nova temporada do programa e como ela tem conciliado trabalho e maternidade no
último ano. Vai perder?
 
E não é só isso: Juntos pela primeira vez, Nicole Kidman e Hugh Grant vivem um casamento
repleto de mentiras na minissérie The Undoing; Candice Renioir é uma série que foge do lugar-
comum do protagonismo feminino na televisão; o que esperar do fim anunciado do seriado The
Walking Dead e de seus spin-offs matadores; Zoë Kravitz tem uma loja de discos e amores
malsucedidos na série High Fidelity; Terceira e última temporada de El Chapo mostra detalhes
da derrocada do maior traficante de todos os tempos; o que os filmes de terror têm para nos
ensinar; os vários tipos de apocalipse que o cinema imaginou para o fim da civilização; a
bizarra história do domador Joe Exotic; os encantos, truques e polêmicas de Kim Kardashian;
um papo com Luh Mazza, de Sessão de Terapia, a primeira roteirista trans e negra da televisão
brasileira; e muito mais!
R$ 10,45 /mês

O que vem por aí

DOLITTLE
 
Dia 31, 22h, Telecine Premium
 
Existe vida depois da Marvel e do Homem de Ferro para Robert Downey Jr, um dos atores mais talentosos e ricos da sua geração, já que recebeu percentual da bilheteria dos filmes inspirados nos heróis dos quadrinhos. Aqui, ele interpreta o clássico médico que descobre ter a habilidade de ouvir os animais, um personagem já interpretado por Rex Harrison na década de 1960 e, mais recentemente, por Eddie Murphy.
HIGH FIDELITY

Disponivel no Starzplay
 
A série High Fidelity tem várias conexões com o filme dos anos 2000, estrelado por John Cusack. A principal é que a loja de discos passa para as mãos de Zoe Kravitz, interpretando a versão feminina do protagonista, sendo, ao mesmo tempo, filha de Lisa Bonet, atriz que participou da versão clássica da adaptação livro de Nick Hornby.

ESPECIAL 40 ANOS DE KIM KARDASHIAN

Dia 24, 11h10, E!

 

Admirada. Detestada. Copiada. Criticada. Nos últimos 13 anos de televisão – que ganham um especial este mês -, Kim Kardashian se consolidou como uma das figuras mais amadas e polêmicas da atualidade. E não se engane: a americana não teria conquistado tanto se não tivesse talento. Ela é uma verdadeira empresária; e das que entendem muito bem de marketing pessoal.

O MUNDO EXÓTICO DO REI DOS TIGRES
 
Dia 31, 22h, ID
 
O universo dos tigres mantidos em cativeiro nos Estados Unidos vem despertando atenção por sua excentricidade, simbolizada na figura do tratador e dono de zoológico Joe Exotic, uma figura folclórica dentro mitologia moderna americana, condenado a 22 anos de prisão e personagem principal de teorias de conspiração, documentários e até inspiração de marca de roupa íntima.

Mundo do Cinema e TV

TV EM TEMPOS DE PANDEMIA
LADY NIGHT, disponível no NOW

Passa álcool em gel nas mãos, coloca a máscara, desembaça os óculos, sente vontade de comer alguma coisa, abre a geladeira, tira a máscara, lava as mãos, mata a fome, passa mais álcool em gel, recoloca a máscara e… deu sede. Nos últimos oito meses desde que a pandemia pelo novo coronavírus virou o planeta de cabeça para baixo, esses procedimentos se tornaram tão comuns – e necessários – quanto escovar os dentes. É neste contexto repleto de preocupação e, principalmente, precaução, que, aos poucos, a televisão e o cinema têm tentado retomar as suas atividades. Assim como Tatá Werneck e seu Lady Night, outros programas fizeram adaptações para voltarem ao trabalho. Confira alguns abaixo:
 
BIG BROTHER EUA > No início de agosto, a 22a temporada do reality americano estreou com 16 competidores de máscaras após duas semanas de quarentena e testes obrigatórios de Covid-19 antes da entrada na casa.
 
CORONATION STREET > No ar desde 1960, uma das soap operas mais longevas da TV britânica também retomou suas filmagens, com direito a cenas em que os atores e a equipe mantiveram mais de dois metros de distanciamento.
 
GREY’S ANATOMY (terças, 21h, Sony) > Ellen Pompeo publicou a primeira foto do retorno da 17a temporada da série, que trará no enredo a luta dos profissionais de saúde contra o coronavírus
THE TONIGHT SHOW STARRING JIMMY FALLON > Depois de exibir programas gravados direto da sua casa e com ajuda das filhas de sete e cinco anos, o apresentador Jimmy Fallon retornou aos estúdios – sem plateia – para a nova temporada
 
QUE HISTÓRIA É ESSA PORCHAT? (terças, 22h30, GNT ) > Fábio Porchat adaptou seu programa de entrevistas reunindo os convidados e a plateia em um cenário com projeções virtuais para os novos episódios
OBRAS PRIMAS DO MEDO
ELI ROTH’S HISTORY OF HORROR, dia 29, 23h55, AMC

Poucas pessoas conhecem tão bem o seu ganha-pão quanto Eli Roth. Um dos melhores amigos de Quentin Tarantino – que o tornou conhecido na frente das câmeras no papel do Urso Judeu, especialista em espalhar miolos de oficiais nazistas com um taco de beisebol em Bastardos Inglórios –, o homem é um especialista na arte de provocar medo. Os longas-metragens dirigidos por ele, em especial O Albergue, de 2005, trouxeram sangue novo ao gênero, além de uma vitalidade digna de quem faz aquilo que gosta. Portanto, não existe ninguém melhor para conduzir uma série documental sobre o tema, entrevistando convidados que são protagonistas na história do cinema, profissionais capazes de transformar gritos em montanhas de dólares – sim, os filmes de terror são reconhecidos como minas de ouro em Hollywood, custando pouco e faturando muito. Confira alguns clássicos do gênero que estão na programação e, certamente, no coração de Roth:
 
NOSFERATU (1922) > Mesmo mudo e em preto e branco, é um dos mais assustadores filmes de vampiro já feitos. O longa não carrega o nome Drácula porque o diretor, Murnau, não conseguiu comprar os direitos do romance.
 
A NOITE DOS MORTOS VIVOS (1968) > Foi aqui que George Romero tirou os zumbis da cartola. Mas o mais interessante mesmo é a metáfora sobre os EUA nos anos 1960, em ebulição por conta da luta pelos direitos civis para todos.
 
HALLOWEEN – A NOITE DO TERROR (1978) > Não foi John Carpenter que inventou o slasher movie, em que um assassino faz suas vítimas como se precisasse completar uma fase de um videogame. Mas ele aprimorou o gênero.
 
O ILUMINADO (1980) > Stephen King, autor do livro, odiou a versão dirigida por Kubrick, por conta das várias mudanças que o prestigiado diretor fez na trama e na construção dos personagens. Mas que dá arrepios, isso dá.
 
O MUNDO (COMO CONHECEMOS) ACABANDO POR CAUSA...
SESSÃO UNCUT – APOCALIPSE SEM CORTES, domingos, 22h, FX
 
Não adianta: o mundo vai acabar. Mas como não há consenso sobre como e quando isso vai acontecer, podemos escolher acreditar no que diz uma religião, um vidente ou um cientista. O físico teórico Stephen Hawking, por exemplo, disse que a Terra viraria uma bola de fogo por volta de 2600. Se depender da ciência, não há escapatória para nosso planeta.
Sim, esse tipo de pensamento é aterrorizante. Mas, se não tivéssemos interesse no apocalipse, o cinema não teria apostado tanto nesse tema. Entre Guerra dos Mundos (1953) e Blade Runner: 2049 (2017), vimos os mais diversos cataclismos; cada um deles alinhado ao espírito de sua própria época. Confira o exemplo que separamos a seguir:
 
...DE UM VÍRUS (Eu Sou a Lenda, disponível no NOW) > Adaptação do livro homônimo de Richard Matheson, o longa-metragem acompanha Robert Neville (Will Smith), virologista com imunidade a um vírus que mata 90% dos infectados e transforma 9% deles em criaturas vampirescas. O pior de tudo é que o micro-organismo tinha sido geneticamente alterado para ser uma cura para o câncer…
 
... DOS ALIENS (Guerra dos Mundos, disponível no NOW) > Adaptação cinematográfica do livro de H. G. Wells, o longa mostra uma invasão de marcianos na Terra (e nos faz pensar em quão perdidos estaríamos se algo assim acontecesse de verdade). A produção levou um Oscar de Melhores Efeitos Especiais, e se tornou um ícone da ficção científica.
 
... DAS MÁQUINAS (O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas, disponível no NOW) > A inteligência artificial Skynet só tem uma chance de manter sua soberania no nosso planeta: voltando ao passado para matar John Connor antes que ele se torne líder de uma resistência humana. A Rebelião das Máquinas é mais uma de suas tentativas.
 
... DA NATUREZA (2012, dia 4, 22h, FX) > Quando viralizou a informação de que os maias teriam previsto um apocalipse para 2012, Hollywood correu para fazer um filme sobre o tema. E assim saiu este longa, que traz terremotos e maremotos acabando com o nosso planeta. Destaque para as cenas em que o Cristo Redentor e a Capela Sistina desmoronam.
 
A CADA SUSTO, UMA LIÇÃO

É equivocada a opinião de que produções de terror, fantásticas e do cinema de gênero são meras peças de entretenimento. Por trás daquela infinidade de litros de sangue e dos intermináveis gritos moram enredos complexos que trazem subtextos interessantíssimos em seus roteiros e que, mesmo sem querer, podem trazer valiosos ensinamentos para o nosso dia a dia. Veja abaixo se você não recebeu um bom conselho, mesmo que inconscientemente – ou enquanto estava com os olhos cerrados de tanto pavor – e comemore o Halloween sem culpa!
 
O SILÊNCIO É DOURADO (Um Lugar Silencioso, disponível no NOW) > Em uma época em que todos querem dar sua opinião, os conflitos passaram a fazer parte de nosso dia a dia, seja nas rodas de conversa, redes sociais ou grupos de Whatsapp. O longa, dirigido e estrelado por John Krasinski, mostra uma realidade apocalíptica em que as pessoas precisam evitar fazer qualquer ruído sob pena de morrerem nas garras de monstros dotados de super audição
 
VIDAS NEGRAS IMPORTAM (Corra!, disponível no NOW) > O racismo estrutural leva à apropriação da cultura e dos corpos negros, atribuindo valores a eles como se fossem mercadorias ou criaturas sem consciência. Jordan Peele sintetizou essa prática cruel de forma brilhante neste longa, tornando-se o primeiro afro-americano a conquistar o Oscar de Melhor Roteiro Original. Peele mostrou como a sociedade branca aparentemente enxerga os negros apenas como seres atléticos e resistentes, lhes faltando apenas o intelecto ou a consciência - adivinhe - dos brancos, que, presunçosamente, estariam dispostos a “doá-los.
 
PROCURE O SELO DO INMETRO NA EMBALAGEM (Brinquedo Assassino, disponível no NOW) > O cuidado na hora de presentear uma criança vale desde saber se peças de um jogo podem ser ingeridas, se as tintas que dão cor aos brinquedos são livres de metais pesados e – bem que poderia ser verdade – se criminosos em fuga não usaram um inofensivo boneco como receptáculo de sua alma para perpetuar suas ações malignas quando seu corpo físico for para a “Terra dos Pés Juntos”. Aquele selo, além de atestar a qualidade do produto, pode ajudar a salvar vidas.
 
NÃO SEJA CONSUMISTA (Madrugada dos Mortos, disponível no NOW) > Já viu uma fila para comprar o novo modelo de um celular com gente que mal acabou de pagar o crediário do último smartphone? Aquelas pessoas com o olhar vazio, enfrentando, desabrigadas, sol, chuva e outras intempéries só para saciar seu instinto consumista mais primitivo? O diretor Zack Snyder dá, nesta produção, a sua versão moderna para o universo de mortos-vivos criado por George A. Romero em sua crítica à sociedade capitalista e ao consumo desenfreado.