Revista Monet - Assine

MONSTER HUNTER

Em abril no NOW

MARE OF EASTTOWN

Dia 18, 23h, HBO

UM MALUCO NO PEDAÇO

Dia 5, 20h, Multishow

BEM JUNTINHOS

Dia 15, 21h30, GNT

Revista Monet

Um superguia diário da programação, acesso a conteúdos exclusivos e muito mais.

O QUE ESPERAR DA EDIÇÃO DE ABRIL DA MONET
 
Um ano de cheio de adaptações para o mundo real e o mundo da ficção. Enquanto a pandemia do coronavírus assola muitos países, a indústria cinematográfica tem se virado nos 30 para tentar sobreviver à nova realidade. É nesse cenário de luta e força que o prêmio mais importante da Sétima Arte acontece. Apesar de poucas produções novas e muitas estreias feitas diretamente nos serviços de streaming - já que as salas de cinema foram fechadas por tempo indeterminado - veremos uma cerimônia do Oscar completamente atípica neste ano. Primeiro, por ser realizada em abril, quando é de costume que aconteça entre fevereiro e março todo ano. Segundo, porque não haverá quase ninguém presencialmente na premiação - apenas indicados e acompanhantes. Para manter o esírito resiliente do Cinema, que sobreviveu a duas Guerras Mundiais e, agora, a duas pandemias, a MONET de abril decidiu homenagear os 100 maiores vencedores da história do Oscar. Imperdível!
 
E ainda: No quinto especial sobre os 125 anos da Sétima Arte, confira cineastas expoentes do Neorrealismo Italiano, da Nouvelle Vague e do Cinema Novo brasileiro; Um Maluco no Pedaço, a série que levou Will Smith e a cultura negra para o horário nobre; A nova versão de Pinóquio, que não tem nada dos chamados “Contos de Fadas”; Confronting a Serial Killer mostra como um trabalho jornalístico ajudou a mapear os crimes de um assassino brutal nos EUA; Não perca nenhum jogo importante do seu time com um roteiro de onde e como acompanhar os principais torneios de futebol de 2021; e muito mais!
R$ 12,50 /mês

O que vem por aí

DRUK: MAIS UMA RODADA
Em abril no NOW
 
Se na série Hannibal o ator Mads Mikkelsen se refestelava em banquetes (de gosto duvidoso), neste longa dinamarquês que cravou presença na short list do Oscar de Melhor Filme Internacional de 2021, ele vai aproveitar para matar a sede. Neste drama, quatro amigos se reúnem para colocar em prática uma inusitada teoria de que humanos podem mudar a percepção da realidade e melhorar suas vidas se mantiverem um nível constante de álcool em seu sangue. Na mesa de bar com os colegas, a aventura pode parecer emocionante; mas, no retorno ao lar, ela pode ser a fonte de muitos problemas.
MEU PAI E OUTROS VEXAMES
Em abril na Netflix
 
Seja um pai superprotetor, um pai brincalhão ou ainda um pai ranzinza, a verdade é que quase todo mundo tem uma história divertida e emocionante para contar sobre o patriarca da família. No caso do ator Jamie Foxx e da sua filha Corinne, as histórias eram tantas que eles decidiram transformá-las em uma sitcom. Enquanto o ator de 53 anos estrela a série como Brian Dixon, o proprietário de uma empresa de cosméticos de sucesso que, inesperadamente, se torna pai em tempo integral de uma filha adolescente, Sasha (Kyla-Drew), Corinne escolheu ficar atrás das câmeras como produtora executiva do programa.
CONFRONTING A SERIAL KILLER
Disponível no Starzplay
 
A história do ex-pugilista Sam Little bate de longe qualquer monstro criado pelos roteiristas de Hollywood. Entre 1970 e 2005, quando foi condenado à prisão perpétua, estimava-se que teria matado 50 mulheres – só que a conta feita pelo próprio Little desde que ficou atrás das grades ultrapassou 90. O choque com essa história e a desolação das famílias das mulheres assassinadas chamaram da jornalista. Jillian Lauren, que se aproximou de Little para que ele pudesse dar detalhes dos seus crimes e, assim, fazer justiça histórica às vítimas. Essa é a busca mostrada nesta série documental.

Mundo do Cinema e TV

GRANDES VENCEDORES DO OSCAR
OSCAR 2021, DIA 25, 22h, TNT
 
É curioso ver como um mundo que comemorava Parasita, em poucos dias, foi oficialmente tomado de assalto por um vírus. O “parasita” em questão não se apropriou do cinema para sobreviver, muito pelo contrário. A produção sul-coreana trouxe novos ares e novos rostos para Hollywood, e saiu premiada, com justiça, nas principais categorias da última cerimônia do Oscar. Depois de um adiamento de quase dois meses, a cerimônia do Oscar será realizada nos novos moldes que essas premiações agora estão sendo feitas: sem muitas estrelas reunidas em um mesmo local, mas aproveitando de toda tecnologia disponível para festejarem a perseverança de quem trabalhou para aplacar as incertezas, as aflições e o medo de quem não vê a hora da pandemia acabar e do novo normal, seja lá qual ele for. Enquanto a festa não começa, damos uma palhinha com três dos 100 vencedores de estatuetas homenageados pela matéria de capa da MONET de abril:
 
Tom Hanks (Forrest Gump – O Contador de Histórias, disponível na Netflix) > Bill Murray e John Travolta devem se arrepender de terem recusado o papel de Forrest Gump. O filme que rendeu a Tom Hanks seu segundo Oscar – o primeiro foi por Filadélfia (1993) – é baseado no livro homônimo de Winston Groom, de 1986, e arrebatou nada menos que seis estatuetas. Sem receber exatamente um salário pela produção – Hanks fechou acordo apenas para ganhar uma porcentagem da bilheteria –, o astro teve que pagar do próprio bolso para que algumas cenas fossem realizadas, incluindo a clássica corrida pelo país que Gump faz no meio do filme.
 
Meryl Streep (A Escolha de Sofia, disponível na Netflix) > Depois de implorar pelo papel principal em A Escolha de Sofia, drama sobre uma sobrevivente do Holocausto que vive em Nova York com seu namorado de temperamento instável e um jovem aspirante a escritor, Meryl Streep decidiu estudar polonês e perdeu 31 kg para gravar cenas de flashback. Estava determinada em provar que era a atriz certa para o filme – as primeiras opções para estrelá-lo eram, na verdade, Ursula Andress e Liv Ullmann. E que acerto: essa foi a segunda vitória de Streep no Oscar, que hoje acumula 21 indicações e três vitórias na premiação.
 
Parasita (disponível no NOW) > Seria no mínimo contraditório ver um longa americano vencer o Oscar de Melhor Filme fazendo crítica ao capitalismo, à luta de classes e à precarização do trabalho. Então, coube ao multitarefas coreano Bong Joon Ho assumir a difícil missão e levar a estatueta com sua produção criativa e biográfica. E Parasita de forma nenhuma se resume a uma reflexão sobre a sociedade moderna. Ele é também uma grande obra de cinema: bem dirigido, com roteiro surpreendente, estrelado por um elenco heterogêneo e afiado, com apuro estético e linguagem visual que ajudam a contar e a enriquecer a narrativa.
QUE HISTÓRIA É ESSA?
PINÓQUIO, em abril no NOW
 
Em 1941, quando a Segunda Guerra Mundial envolvia tudo em sombra, a Disney levava um Oscar de Melhor Canção Original com “When You Wish Upon a Star”. O tema de esperança se encaixava bem em Pinóquio, a animação sobre o boneco de madeira que ganha vida e parte em várias aventuras depois que uma fada decide realizar o desejo do entalhador Geppetto. O longa-metragem, porém, não é o retrato mais fiel do personagem italiano, que foi criado pelo escritor Carlo Collodi em 1883. A nova adaptação do clássico traz Roberto Benigni no papel de Gepetto (o astro italiano viveu o boneco em outra adaptação, em 2002) em um tom mais fiel ao original, o que significa uma fantasia mais sombria. Confira a seguir alguns outros filmes que adaptaram contos de fadas para o cinema da sua própria maneira:
 
A Branca de Neve e o Caçador (disponível no NOW) > O filme estrelado por Kristen Stewart, Charlize Theron e Chris Hemsworth tem pegada mais sombria do que a animação da Disney de 1937, mas não chega nem perto da versão dos Irmãos Grimm, do século 19, em que a Rainha Má pede para o Caçador lhe trazer os pulmões e o fígado da Branca de Neve, com os quais ela planeja fazer uma refeição. No final, a vilã ainda é condenada a usar sapatos de ferro incandescentes e dançar com eles até a morte.
 
The Little Mermaid (disponível no NOW) > No longa dos diretores Chris Bouchard e Blake Harris, um jovem jornalista e sua sobrinha descobrem que existe uma sereia de verdade presa em um circo, e decidem resgatá-la. É uma leitura bem diferente do conto publicado por Hans Christian Andersen em 1837 – até porque o filme não traz um final trágico no qual a protagonista precisa escolher entre matar o príncipe por quem está apaixonada ou se salvar, e acaba sendo transformada em espuma do mar.
 
Cinderela Pop (disponível no NOW) > O filme brasileiro traz Maísa como uma Cinderela moderna: ela é uma DJ que não bota fé no amor e que não usa um sapatinho de cristal, mas sim um par de tênis. Bem-humorado, o longa não tem nada a ver com a forma como os Irmãos Grimm contaram essa história: no seu conto de mais de 200 anos, as irmãs malvadas cortam os próprios pés para que eles caibam no sapato encontrado pelo Príncipe Encantado e têm seus olhos furados por pássaros.
COMPRA E VENDA
TRATO FEITO, Segundas, 18h, History
 
Há 32 anos, QUANDO ABRIU A Gold & Silver Pawn Shop, uma loja de penhor localizada em Las Vegas, Richard "Rick" Kevin Harrison não tinha a menor ideia de que se tornaria um astro de TV conhecido em todo o planeta. A vida de Rick (e também a do seu negócio) mudou quando, há 11 anos, foi ao ar o primeiro episódio de Trato Feito, que mostra o cotidiano da sua loja onde negociar e saber o valor dos objetos são fundamentais. Agora com novos episódios, a série se firma como uma das principais atrações do gênero, que abriu portas para outros tantos programas em que o dinheiro é só um coadjuvante para boas histórias (e mercadorias):
 
Caçadores de Relíquias > A dupla Mike Wolfe e Frank Fritz percorre o interior dos Estados Unidos buscando objetos raros > Segunda a Sexta, 19h40, History, 83 e 583 (HD)
 
Desafio da Renovação > Lara Spencer (foto) acompanha duas duplas que precisam restaurar móveis e vendê-los. > Sábados, 21h10, HGTV, 560 (HD)
 
Quem dá Mais? > Experiência e sorte são necessárias para aqueles que querem ganhar dinheiro em leilões de depósitos abandonados. > Segunda a Sexta, 23h45, History, 83 e 583 (HD)
 
Joias Sobre Rodas > Aqui, a missão é comprar um carro clássico e restaurá-lo para ganhar um bom dinheiro na revenda. > QUARTAS, 21h30, Discovery Turbo, 84 e 584 (HD)
FUTEBOL TOTAL
 
Para os torcedores brasileiros, não faltam atrações para assistir na TV. Há as antigas rivalidades que ainda tornam os Estaduais torneios atrativos, a Copa do Nordeste, que cresce a cada ano, e também as cobiçadas competições continentais. Para ninguém perder um lance importante ou aquela partida decisiva, preparamos um guia para você se orientar e descobrir como usar o controle remoto para acompanhar a bola rolando em todos os campeonatos com times brasileiros em campo
 
COPA DO BRASIL (Canais Premiere) > É o torneio mais democrático do país, a única competição do futebol brasileiro que conta com participantes de todos os estados e do Distrito Federal. A atual edição teve início com 80 clubes e, como é jogada toda no sistema de eliminatórias, a Copa do Brasil permite muitas surpresas e tropeços dos favoritos – já tivemos várias zebras com times como Criciúma, Juventude, Santo André e Paulista vencendo a competição após bater os “grandes”.
 
Libertadores (CONMEBOL TV) > No dia 23, terça, tem o início da fase de grupos, com os 32 principais times da América do Sul lutando pelo título do torneio de clubes mais importante do continente. Os representantes brasileiros – Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Fluminense, São Paulo, Santos e Grêmio – , que venceram três das quatro últimas edições, entram na disputa para manter a nossa hegemonia na competição.
 
Copa Sul-Americana (CONMEBOL TV) > Este ano, o torneio teve a fórmula de disputa modificada e com boa premiação em dinheiro para aumentar o interesse dos clubes, principalmente os brasileiros. Antes, o torneio era só disputado em jogos eliminatórios, mas agora tem uma fórmula bem parecida com a da Libertadores, com fase de grupos – o que fará com que as equipes jogarem mais partidas.