Boas práticas no uso da internet

Criança usando o tablet em um parque com árvores ao fundo.

As crianças acessam a internet cada vez mais cedo e, muitas vezes, os pais não têm controle sobre o conteúdo a que seus filhos são expostos.

A Claro acredita que é possível ter um futuro mais livre e seguro no mundo online e apoia as boas práticas no uso da Internet.

 
 

Dicas para monitorar a ação das crianças na rede

  • Antes de oferecer um aplicativo é importante saber sua finalidade, intensidade, se deixa a crianças inquieta, ansiosa, se está dentro da faixa etária indicada pelo fabricante, etc. 

    Limite um período de uso e mantenha sempre que possível um adulto supervisionando. 

    Não faça do aplicativo um prêmio para os bons comportamentos; Exemplo: “- Se você se comportar pode usar o computador.” 
  • Procure conhecer e participar dos jogos que seu filho utiliza no computador ou celular. 

    Estabeleça horários de uso no meio da semana (com supervisão) e evite que seja utilizado por longos períodos nos finais de semana. Intercale com brinquedos reais, diversão e interação com outras crianças. 
  • Explique a respeito dos riscos do uso excessivo. Não apenas dos riscos legais, mas também dos riscos psicológicos. 

    Permita que seu filho tenha alguma autonomia na rede. Visite o perfil dele às vezes para saber o que ele curte, os conteúdos que posta, como ele se comporta e interage no mundo digital. 

    Converse de maneira franca e aberta com seu filho, caso encontre algo em seus perfis que considere inapropriado. Estabeleça uma relação de sinceridade e confiança. 
  • Oriente a respeito dos desdobramentos que uma vida digital pode trazer à vida real deles. 

    Esclareça que é preciso pensar bem antes de compartilhar imagens e conteúdos. Não se deixar levar apenas pelo momento, mas analisar as consequências futuras. 

    Apesar dos jovens dominarem melhor a tecnologia, já que cresceram nesse ambiente, é importante que os pais estimulem a capacidade crítica, de reflexão, de fazer escolhas conscientes. 

Pedofilia na internet

A Claro Brasil firmou o Acordo Mútuo de Cooperação contra a Pedofilia, com a finalidade de colaborar para que a internet se torne um ambiente ético, responsável e seguro para as nossas crianças e adolescentes. A iniciativa conta com a ajuda de outras empresas de telecomunicações, órgãos governamentais e com a SaferNet.

Você também pode colaborar

Denuncie sites, blogs, chats, perfis de redes sociais, documentos e outros espaços na Internet que contenham imagens ou conteúdos que representem algum risco a este público. 

O que é SaferNet

Organização não governamental sem fins lucrativos responsável pela Central Nacional de Denúncias de crimes e violações contra os Direitos Humanos na Internet, operada em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público. 

Disque 100 e denuncie

Faça sua denúncia discando 100 de um telefone fixo ou celular, de qualquer lugar do Brasil. A ligação é gratuita e funciona diariamente, inclusive sábados, domingos e feriados, 24 por dia. Você não precisa se identificar e o sigilo das informações e absoluto. Denuncie!

Navegue com segurança nas redes sociais

Mulher mexendo no celular vários aplicativos.

Algumas atitudes simples podem evitar expor conteúdos, dados pessoais e garantir a sua segurança nas redes sociais.

 
 
 

Dicas importantes sobre redes sociais

  • Use sempre senhas longas e com caracteres especiais. Assim você dificulta o acesso à sua conta.
  • Informações como e-mail, telefone celular ou fixo, endereço físico residencial ou comercial, entre outros, podem ser acessados e compartilhados por qualquer pessoa, quando divulgados nas redes sociais
  • As redes sociais são locais públicos. Falar sobre tudo o que você faz em um ambiente aberto não é recomendável. O ideal é configurar para que apenas seus amigos vejam suas postagens. 
  • Fotos postadas em redes sociais podem gerar problemas, como criação de perfis falsos, furtos de identidade, uso indevido de informações, etc. Limite o acesso às suas imagens apenas para grupos de amigos. 

Navegue com segurança nas compras

Mulher segurando o cartão de crédito e mexendo no tablet.

É possível adquirir produtos e serviços online com segurança tomando alguns cuidados e procedimentos básicos. Boas compras!

 
 

Dicas importantes sobre compra online

  • No Brasil, é obrigatório as lojas informarem esses dados. Caso se neguem a fazer isso, desconfie. Se você tiver algum problema com a compra, não terá a quem recorrer. 
  • Caso você queria comprar um produto que custa 500 reais (valor de mercado) e uma loja oferece por 100 reais, desconfie. O produto pode ser falsificado ou de procedência ilícita. Procure comprar em lojas conhecidas, com boas referências. 
  • Procure opiniões a respeito da empresa em sites especializados e no Google. O site do PROCON-SP disponibiliza uma lista de lojas de comércio eletrônico que devem ser evitados.
  • É extremamente recomendável não salvar as informações do seu cartão para compras futuras. Caso a loja ou a sua conta for invadida, os dados poderão utilizados para fazer compras indevidas em seu nome. Dê preferência a pagamentos feitos por boleto bancário, onde o número de informações pessoais fornecidas é menor.
  • Computadores de lan houses, cyber cafés, espaços de coworking e até mesmo os da faculdade ou do trabalho, são compartilhados por muitas pessoas e podem não ter recursos de segurança. Sempre que possível, faça compras a partir do seu computador, tablet ou celular pessoal.
  • Guarde sempre os e-mails e comprovantes das lojas que você efetuou a compra. Em caso de problemas não resolvidos direto com o comerciante, procure o PROCON e exija seus direitos.

Glossário

A-B
C
D-G
H-K
M-P
R-S
U-X